Relatorio Sustentabilidade - page 54

54
SOBRE ESTE RELATÓRIO / MENSAGEM DO PRESIDENTE / A KEPLER WEBER SEMPRE EVOLUI
/ GERANDO MAIS VALOR /
MELHORANDO A ORGANIZAÇÃO
/ RESULTADOS
RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE
2016
MELHORANDO A ORGANIZAÇÃO
DESEMPENHO AMBIENTAL
AKeplerWeber temcomoumadassuasprincipais
preocupações o desenvolvimento ambiental
sustentável do seu negócio, principalmente nas
fábricas, que passaram ao longo do ano por um
intenso processo de restruturação e organização.
Houveum aumentode86%emrecursosaplicados
em iniciativas ambientais, em comparação com
o ano anterior. Foram investidos e gastos com
proteção ambiental R$ 788.746,56 na unidade
de Panambi. Já a unidade de Campo Grande
investiu e gastou R$ 301.314,67 com questões
ambientais. (Para mais informações sobre os
investimentos e gastos com proteção ambiental,
por tipo, para as unidades fabris ver o anexo GRI.)
GRI G4-DMA: GERAL
|
G4-EN31
Desde 2012, a Kepler Weber possui certificação
pela norma ISO 14001, o que reflete seu
compromisso com as diretrizes de gestão
ambiental e boas práticas. A Companhia segue
rigorosamente os critérios e normas técnicas
padronizadas pela entidade certificadora, estando
em consonância com a legislação em vigor
(federal, estadual e municipal) e atuando sob as
diretrizes do SGI.
RESÍDUOS
GRI G4-DMA: MATERIAIS
|
G4-DMA: EFLUENTES E
RESÍDUOS
Ao longo do ano, os esforços da Companhia
estiveram focados na melhoria das práticas de
gerenciamento de resíduos e no descarte correto
dos seus materiais. Antes mesmo da Política
NacionaldeResíduosSólidos,instauradaem2010,
jáhaviaumapreocupaçãodaempresaemrealizar,
nas suas unidades fabris, os procedimentos
adequados emprol domeio ambiente.
Em 2016, a empresa movimentou 46,3 mil
toneladas de materiais não renováveis e 3,4 mil
toneladas de materiais renováveis [vide tabela].
Esse volume foi menor do que o ano anterior
devido à queda de demanda no mercado e à
mudança para o sistema puxado de produção
(saiba mais em Filosofia Lean), que passou a
consumir material para fabricação somente após
a demanda do cliente.
GRI G4-EN1
Tipo de material
Qtde de materiais
Fornecedor externo ou fontes
internas
Peso (ton)
Não renováveis
Matéria prima
1
364
Fontes internas e externas
33.614
Material associado a produção
2
4.014
Fontes internas e externas
721
Outros
3
48
Fontes internas e externas
16
Peças semimanufaturadas
4
7.846
Fontes internas
11.948
Renováveis
Embalagens
5
134
Fontes internas
2.328
Peças semimanufaturadas
6
152
Fontes internas
1.027
Materiais usados, discriminados por peso ou volume
GRI G4-EN1
MATERIAISNÃORENOVÁVEIS:
1. Matérias-primas: aços planos e não planos que serão utilizados para fabricação de peças no nosso parque fabril (área de
produção).
2. Material associado à produção: materiais de expediente, EPIs, insumos e materiais de manutenção para máquinas e
equipamentos utilizados na fabricação das peças.
3.Peçassemimanufaturadas:materiaisutilizadosnamontagemdeconjuntosoudiretamentenamontagemdosequipamentos
na obra do cliente final.
4. Outros: materiais demarketing emedicina ocupacional.
MATERIAISRENOVÁVEIS:
5. Embalagens: embalagens demadeira utilizadas para envio das peças para o cliente final e transporte demateriais prontos
da produção até os depósitos do pátio e almoxarifado.
6.Peçassemimanufaturadas:materiaisutilizadosnamontagemdeconjuntosoudiretamentenamontagemdosequipamentos
na obra do cliente final. Nesse caso específico citamos peças fundidas e respiros de silo.
1...,44,45,46,47,48,49,50,51,52,53 55,56,57,58,59,60,61,62,63,64,...87
Powered by FlippingBook