Armazenagem e Cia

Por que devemos fazer uma armazenagem correta de grãos?

16-08 Umidade, calor e falta de ventilação, tudo isso afeta a qualidade do grão durante o período de armazenagem. Para evitar perdas e danos, a Kepler Weber, empresa líder no mercado de armazenagem, produz silos com sistemas inteligentes, que monitoram as condições do grão e da atmosfera, e controlam automaticamente os níveis de umidade e de temperatura. Além de reduzir prejuízos, o investimento em armazenagem permite que o produtor possa esperar o melhor momento para vender a safra, de acordo com os preços do mercado. Luiz Felipe Laidens, do departamento de Marketing da Kepler, explica que todo tipo de grão, como soja, trigo ou milho, vai ter algum prejuízo caso seja estocado em más condições. “Se há uma elevação da temperatura da massa dos grãos muito excessiva, isso resulta em perdas qualitativas, como desenvolvimento de fungos e problemas com pragas. Por isso, manter os grãos numa temperatura reduzida, na temperatura ideal de armazenamento, é a chave para não ter perdas de cunho qualitativo”, declara Laidens. O presidente da Federação das Cooperativas Agropecuárias do Rio Grande do Sul, Paulo Pires, explica que os grãos são encaminhados para o consumo humano e animal, e por isso tem que atender a altos níveis de exigências do mercado. “Ele precisa da qualidade que o consumidor requer, ou da qualidade que a indústria que vai vender para este consumidor pede. Por isso, a manutenção da qualidade do produto é fundamental no aspecto da armazenagem, norteando essa questão nos últimos anos. Não só com capacidade, mas com qualidade de armazenagem”. Saiba mais sobre a importância da armazenagem para a qualidade dos grãos e para o produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *