Armazenagem e Cia

Armazenagem de grãos e produção de soja no Rio Grande do Sul

KEP-0023-18-Artigo-Blog1-1200x628px-af (1)

 

A produção de soja no Rio Grande do Sul cresceu 112% nos últimos 10 anos, passando de 8 milhões para 17 milhões de toneladas, segundo dados da Emater. O estado é atualmente o terceiro maior produtor do grão do país. Paulo Pires, presidente da Federação das Cooperativas Agropecuárias do Rio Grande do Sul, explica que o aumento da produtividade tem exigido cada vez mais investimentos em armazenagem.

“Aumentou significativamente a produção de soja, principalmente em função da produtividade, e, por consequência, a demanda por armazenagem. Com isso, houve interesse e participação muito forte das cooperativas e de seus produtores. Assim, 50% da safra gaúcha será principalmente de soja”, declarou Paulo Pires.

O cenário descrito no sul do país se repete em outros estados brasileiros, onde os produtores vêm investindo em tecnologias, acarretando no aumento da produtividade. Por isso é importante ter um sistema de armazenagem flexível, que possa acompanhar esse crescimento da safra, como explica Luiz Felipe Leidens, do departamento de Marketing da Kepler Weber, líder no mercado de armazenagem. “Os agricultores precisam fazer um projeto que esteja de acordo com o seu fluxo de produção. Muitos optam por fazer um projeto já com possibilidade de ampliações futuras, que é uma boa estratégia. Quem faz um investimento inicial menor, para ter um retorno mais rápido, com um projeto já preparado para uma ampliação futura, pode ampliar sem ter grandes despesas”.

Além de garantir a qualidade dos grãos, um sistema de armazenagem permite que o produtor espere pelo melhor momento para vender o produto. Quer saber mais sobre a importância da armazenagem? Confira. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *